Skip to content

Sindicato dos Profissionais Liberais e Autônomos de TI

8 de julho de 2011
Convido você a visitar o Fórum de Debates onde estão publicados alguns tópicos para provocar o debate sôbre o assunto “Profissional Liberal de TI“.

Peço ao leitor a fineza de visitar e se aprovar, que participe e convide colegas e amigos para participar.

ASSOCIAÇÕES PROFISSIONAIS

Creio que a criação das Associações Profissionais é muito importante porque nos congrega de acôrdo com nossos interêsses mais imediatos, isto é, se você é Analista de Sistemas e se dedica (ou gastaria de se dedicar) mais a uma metodologia ou aplicativos reunir-se com outros colegas em tôrno do assunto pode vir a ser útil para todos.

Troca de informações, promoção de cursos e seminários entre os membros do grupo.

É êste tipo de associativismo que produz. Cada Associação pode publicar seu próprio material na internet, revistas, livros, boletins.

É o tipo de militância profissional em que um colega ajuda o outro, é um ambiente onde não há a competição pelo pão-de-cada-dia e todos se fortalecem com o conhecimento que produzem e doam aos demais colegas.

É como um resgate do ambiente de escola onde não concorríamos, competíamos e colaborávamos.

Com uma Associação Profissional temática os colegas poderão fortalecer seus nomes no Mercado.

Os povos dos países mais adiantados valorizam a militância profissional e realizam grandes convenções onde os grupos e os profissionais mostram o que estão fazendo; que melhor publicidade do que a imprensa cobrir uma convenção profissional?

SINDICATO DE PROFISSIONAIS LIBERAIS E AUTÔNOMOS

O Sindicato de Profissionais Liberais e Autônomos é uma inconsistência dimensional na economia, uma vez que um Profissional Liberal tem clientes e não tem para quem “pedir aumento”.

O mesmo serve para os Servidores Públicos, que não podem “pedir aumento para o povo que paga seus salários”.

No entanto, no mix de economia de mercado com intervenção governamental na economia e na vida privada das pessoas estas inconsistências adquiriram vida própria e algum grau de racionalidade, um silogismo econômico que produz a verdade que os socialistas querem sem ter o ônus de haver a realidade.

Para nós, profissionais liberais e autônomos, isto vem a se tornar um desafio duplo, na medida em que não podemos recusar a realidade fática, institucional e jurídica que está aí, e temos de propor sua mudança radical, pois a liberdade da iniciativa privada e a justa remuneração dos profissionais por meio de honorários adequados é o “paraíso profissional” que buscamos mas que o status quo nos recusa.

Assim, TEMOS de criar um sindicato mas não podemos perder de vista o horizonte da liberdade de expressão profissional e econômica que nos é sonegada agora.

PROFISSÕES LIBERAIS DE TI

A tarefa intermediária é a criação das profissões liberais de nossas profissões e a inclusão delas no rol das Profissões Liberais do Ministério do Trabalho e na Confederação Nacional das Profissões Liberais.

Creio que um sindicato que reúna profissionais liberais e autônomos terá como objetivos superiores conduzir o trabalho durante o período de transição até nos tornarmos liberais – e não podemos deixar de promover esta causa – de modo a preservar a possibilidade futura e assim prescindirmos do sindicato.

Se criarmos o sindicato E as associações profissionais temáticas – reunindo os colegas de acôrdo com suas preferências profissionais – poderemos extinguir o sindicato passando seu patrimônio para as associações tão logo nos tornemos Profissionais Liberais e tenhamos nossas profissões regulamentadas adequadamente.

Com a inclusão nas Profissões Liberais e a instituição de honorários – como os advogados têm – não haverá mais razão técnica para a existência de um sindicato, que terá servido de passagem para o cenário mais favorável para nós.

HONORÁRIOS vs SALÁRIO

Os honorários poderiam ser definidos, por Lei, como o valor de dez vêzes o percentual da taxa SELIC, por exemplo.

Na página do Banco Central vê-se que há uma meta de taxa SELIC de 12,25%, assim, o custo da hora de trabalho de um profissional Liberal de TI poderia ser de 10 x 12,25 = R$ 125,50.

Poderia haver um escalonamento de honorários de acôrdo com o grau de especialização do profissional, por exemplo:

Técnico Industrial em TI – 5   x SELIC = R$  61,25
Tecnólogo em TI             – 6   x SELIC = R$  73,50
Graduado em TI              – 7   x SELIC = R$  85,75
Pós-graduado em TI       – 8   x SELIC = R$  98,00
Mestrado em TI               – 9   x SELIC = R$  110,25
Doutorado em TI             – 13  x SELIC = R$  158,60
 
Êste esquema de remuneração acabaria com os problemas de aumento de salário e recomposição de salário e garantiria uma previsibilidade para o orçamento das empresas contratantes, bom como dos clientes privados.

Todos saberiam quanto vão gastar com um profissional de TI.

OAB tem um sistema semelhante e poderíamos usar o dela como base de raciocínio de modo a atingir os valôres que julgamos serem corretos para nossa remuneração.

Êste é o trabalho que temos de fazer e os colegas poderiam participar disto no Fórum de Debates no IFDF.

A RESPONSABILIDADE SOCIAL DOS PROFISSIONAIS DE TI

O simples fato de fazermos o trabalho de construção do sindicato e das associações já será uma sinalização para a população – a comunidade – NOSSOS CLIENTES – que somos sérios e estamos fazendo algo que é JUSTO.

Teremos TODOS a nosso favor sem fazer uma passeata.

E não seremos comparados aos comunas que querem o fim de tudo para instituir um regime escravocrata e destruir tôda a civilização ocidental que já foi conquistada pelos que nos antecederam.

Pode parecer muito, mas trata-se de um trabalho que está sendo feito pelos colegas em outras associações e que terá de acabar em um sindicato privado, de qualquer maneira.

Embora não demonstrem já estão repetindo o que publico alguns dias depois de minha publicação.

Como todo comunistóide, êles não debatem, se apropriam do discurso alheio e publicam como sendo dêles.

Embora possa parecer que estou chateado com isto, na realidade não estou, sei que é assim porque sei como é o caráter de um socialista-comunista – não se muda esta gente, êles não vão aprender.

Você sabe que está perdendo tempo com um comunistóide quando explica alguma coisa que faça sentido, êle não aceita e repete a mesma ladainha de papagaio de pirata: é como tentar encharcar o náilon – você joga água, bate e escorre, você joga água, bate e escorre, você …

O que importa é que façam o que deve ser feito, pouco importa se vão dar seu próprio nome à obra.

Creio que se houver um grupo de profissionais que tenha como objetivo a criação de uma instituição voltada aos interêsses de cada profissional – e assim atingir a comunidade profissional – a população vai identificar a seriedade dos profissionais que, afinal, TODOS VÃO PRECISAR, pois as tecnologias de informação estão completamente inseridas na vida individual de cada pessoa.

Se formos tomar as mesmas posições políticas que os mensaleiros tomaram, se tivermos as mesmas posições política-ideológicas que mentirosos conhecidos e criminosos procurados pela polícia e pela justiça – veja o Ministério dos Transportes e os ocupantes da Casa Civil da PR na mídia – têm tomado nos últimos anos, vamos HERDAR êste reconhecimento público e ficaremos definitivamente equiparados ao que há de pior no povo e na política brasileira.

Nossa posição na sociedade e a importância de nosso trabalho para a população, instituições, empresas, etc, é da mesma natureza da importância dos advogados, e êles já estão sentindo o pêso da corrupção das campanhas da OAB, em diversos Estados da Federação.

Não podemos cair nesta armadilha dos “trabalhadores”, não somos trabalhadores, somos PROFISSIONAIS.

Os “trabalhadores” querem, politicamente, equiparar todo mundo a êles, de modo a não podermos ser distinguidos de maneira nenhuma.

O problema é que ÊLES se distinguem por serem corruptos.

O CAMINHO DA ROÇA

Assim, creio que temos um rumo a traçar para nossos colegas:

1 – criar associações profissionais temáticas (que depois vão sentar no sindicato como fonte de poder);

2 – propor um Estatuto Social para o Sindicato que recepcione as Associações Profissionais como agentes diretivos;

3 – propor os projetos de lei que nos tornem Profissionais Liberais;

4 – propor a criação do sistema de remuneração por honorários profissionais definidos em Lei, de modo a não precisar fazer campanha salarial;

4 – providenciar no financiamento de tudo isto com a colaboração dos colegas, digamos, R$ 30.00 por mês para cada colaborador;

5 – propor um sistema eleitoral para o sindicato que entregue o poder aos colegas, por exemplo, cada profissional que queira ser candidato deve conseguir uma fôlha com cem assinaturas de declaração de apôio de colegas de profissão;

5.1 – cada cem assinaturas é um voto para a eleição dos candidatos ao Conselho de Representantes;

5.2 – dentre os membros do Conselho de Representantes serão elaboradas as chapas para concorrer à diretoria;

5.3 – os eleitos SAEM do CR e NÃO SÃO SUBSTITUÍDOS;

5.4 – o Conselho de Representantes elabora o Plano Pluri-anual de administração do sindicato;

5.5 – a diretoria eleita CUMPRE o PPA do sindicato;

5.6 – 85% do CR faz voto de desconfiança e depõe a diretoria imediatamente convocando novas eleições para trinta dias e o presidente do CR nomeia a diretoria provisória;
5.7 – a diretoria é eleita por três anos;
5.8 – o Conselho de Representantes é eleito por cinco anos;

6.1 – a eleição somente será entre os membros do CR que constituirão chapas; 

6 – a diretoria é composta de cinco cargos eletivos somente: presidente, vice-presidente, secretário, secretário-geral e tesoureiro.

7 – o que mais?


Creio que estas idéias poderão dar a estabilidade que os dirigentes sindicais precisam para defender a categoria e o sistema eleitoral protege os associados e aumenta o poder de fiscalização, confere confiabilidade ao sistema por parte dos clientes e empresas contratantes.

Quando nos mobilizamos para defender interêsses corporativos estamos sinalizando quem somos e como fazemos as coisas para as empresas, govêrnos, e, mais importante, para os CLIENTES.
No enderêço do Fórum de Debates está uma mostra de como será para cada associação profissional e do sindicato, sediado no Instituto Federalista do DF, em formação, e existente somente na internet, por enquanto.

Participo da formação do IFDF com o objetivo de disseminar a idéia de instituir um 
 Sistema Federalista puro no Brasil como forma de minimizar consideravelmente a corrupção e devolver o poder ao Povo.

Mas isto é outro assunto.
Conto com você, colega profissional de TI, para começarmos a caminhada. 

Anúncios
No comments yet

Deixe uma resposta. Participe do debate em http://www.subsistencia.org/mailman/listinfo/plbr_subsistencia.org/.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

MAC, iOS & Linux

Suporte Remoto - Instalação - Segurança de Dados - Computadores e Acessórios

The Savvy Sister

Simple changes for healthy living

Tech World

Yet another tech blog

Ceticismo Político

Análise política para adultos

Falando em Justiça Fiscal...

Espaço de discussão e promoção da Justiça Fiscal no Brasil

Eight to Late

Sensemaking and Analytics for Organizations

C.c

COISAeCOUSA

Moved by Freedom - Powered by Standards

A weblog by Charles-H. Schulz.

Hildegard Angel

Pode não ser a melhor opinião, pode não ser a sua opinião, mas esta é uma coluna com opinião!

Existential Type

Thoughts from an existential type.

Vijay's Tech Encounters

My Encounters with Hardware and Software

Life of a Geek Admin

The Adventures of a True Geek Administrator

The PBX Blog

Collaboration, evolved.

Logiscon

Consultoria Logística, Treinamento e Cursos

Instituto Liberal

Problemas Sociais - Soluções Liberais

Agência Liberal de Notícias Brasil

Porque notícias também devem ter ideias

%d blogueiros gostam disto: