Skip to content

Nacional-socialismo.br

21 de setembro de 2016

Nós precisamos de um pensamento econômico nacional, de acordo com a psicologia nacional

Ciro Gomes

A extrema-direita conta, agora, com DOIS possíveis candidatos por uma nova quadrilha de comunistralhas, que irão aprensentar um discurso marxista re-re-revisado: Ciro Gomes e Tarso “Illich” Genro, com vistas à eleição presidencial de 18.

Ciro, com sua formação em economia nos EUA é o que melhor traduz o liberalismo em termos marxista revisisionado(1), e Tarso o melhor e mais violento apóstolo de Lênin.

O ex-governador “leninista do estado ideológico do Rio Grande do Sul, fundador do Partido Revolucionário Comunista (PRC), sempre posou de estudioso, mas, como todo petista, nunca leu um livro que contrariasse suas ideias ou jargões ideológicos. (Pescado no Twitter).” Em http://otambosi.blogspot.com.br/2014/03/o-leninista-tarso-illich-genro-ainda.html/.

Se Ciro ficar em um partido-satélite e for candidato à Presidente, como não há mais re-eleição, o acordo será passar para o seu vice (Tarso), a candidatura seguinte.

Nâo tem muito político com capacidade interlocutora para enfrentar Ciro em debate aberto.

Os políticos dos partidos-satélites dos comunistralhas não têm formação ideológica – pois não são marxistas e desconhecem o liberalismo, bebendo na fonte marxista para saber o que é um neo-liberal -, nem conhecimento de economia política para fazer frente à formação de Ciro.

Ambos serão o renascimento do pensamento socialista, como Hitler fizera com o pensamento de Marx: “O erro de Marx, pensava Hitler, foi estimular a luta de classes no lugar da unidade nacional – jogar trabalhadores contra industriais em vez de alistar ambos os grupos em uma ordem corporativista. Seu objetivo, disse a seu conselheiro econômico, Otto Wagener, era “converter o povo alemão ao socialismo sem matar os antigos individualistas” – no caso, banqueiros e proprietários de fábricas – que poderiam servir melhor ao socialismo gerando receita para o estado. “O que o marxismo, o leninismo e o stalinismo não conseguiram realizar”, disse Hitler a Wagener, “nós temos condições de alcançar.”” Disponível em http://www.ilisp.org/artigos/hitler-e-o-nazismo-uma-politica-nacional-socialista-e-portanto-de-esquerda/.

Da mesma fonte, “O autoritarismo – a crença de que a coerção estatal é justificável na busca por um objetivo maior como o progresso científico ou a redução da desigualdade – é tradicionalmente uma característica tanto dos socialdemocratas quanto dos revolucionários” nos traz para nosso próprio momento histórico e político. Estamos, hoje, “carentes” de um “líder carismático” que imponha uma autoridade nacional – econômica, no caso de Ciro, e político-partidária, no caso de Tarso -, de modo a ter, o Brasil, um Estado Social Renovador …. um Estado Novo de Novo.

Com a militância nas mãos de Tarso Illich e o novo norte neo-feudalista de Ciro, a extrema direita se renovará (pelo menos aos ouvidos da grande mídia) e terá chances reais de fazer a eleição. Considerando que a população, em sua imensa maioria – e isto foi comprovado nas últimas eleições presidenciais -, sofre pela falta de educação de qualidade e se deixa levar pelos argumentos irracionais da direita e da extrema-direita (inter)nacional-socialista, fica muito difícil achar o rapport necessário para levar o discurso da verdade racional para os tantos milhões de desgraçados que precisam de uma bolsa-isto-e-aquilo.

E a extrema-direita comunistralha vive desta gente, pois seu discurso fora da lógica forma apela às emoções que são cegas à lógica e sedentas de tudo.

Se acontecer, Tarso será o presidente seguinte, e talvez seja a última eleição livre do Brasil.

…. mas posso estar errado ….

(1) Os marxistas se refugiam no polilogismo (http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=283/) porque não conseguem refutar com métodos lógicos as teorias desenvolvidas pela ciência econômica “burguesa”; tampouco conseguem responder às inferências derivadas destas teorias, como as que demonstram a impraticabilidade do socialismo.  Dado que não conseguiram demonstrar racionalmente a validade de suas idéias e nem a invalidade das idéias de seus adversários, eles simplesmente passaram a condenar os métodos lógicos.  O sucesso deste estratagema marxista foi sem precedentes.  Ele tornou-se uma blindagem contra qualquer crítica racional à pseudo-economia e à pseudo-sociologia marxistas. Ele fez com que todas as críticas racionais ao marxismo fossem inócuas.

Foi justamente por causa dos truques do polilogismo que o estatismo conseguiu ganhar força no pensamento moderno. Disponível em http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1518/.

Anúncios
No comments yet

Deixe uma resposta. Participe do debate em http://www.subsistencia.org/mailman/listinfo/plbr_subsistencia.org/.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

MAC, iOS & Linux

Suporte Remoto - Instalação - Segurança de Dados - Computadores e Acessórios

The Savvy Sister

Simple changes for healthy living

Tech World

Yet another tech blog

Ceticismo Político

Análise política para adultos

Falando em Justiça Fiscal...

Espaço de discussão e promoção da Justiça Fiscal no Brasil

Eight to Late

Sensemaking and Analytics for Organizations

C.c

COISAeCOUSA

Moved by Freedom - Powered by Standards

A weblog by Charles-H. Schulz.

Hildegard Angel

Pode não ser a melhor opinião, pode não ser a sua opinião, mas esta é uma coluna com opinião!

Existential Type

Thoughts from an existential type.

Vijay's Tech Encounters

My Encounters with Hardware and Software

Life of a Geek Admin

The Adventures of a True Geek Administrator

The PBX Blog

Collaboration, evolved.

Logiscon

Consultoria Logística, Treinamento e Cursos

Instituto Liberal

Problemas Sociais - Soluções Liberais

Agência Liberal de Notícias Brasil

Porque notícias também devem ter ideias

%d blogueiros gostam disto: