Skip to content

Sem impeachment, vitórias democráticas são anuladas e corrupção vira direito

29 de julho de 2015

Trago para cá matéria da Folha de São Paulo:

http://www1.folha.uol.com.br/livrariadafolha/2015/07/1655585-sem-impeachment-vitorias-democraticas-sao-anuladas-e-corrupcao-vira-direito.shtml/.

Sem impeachment, vitórias democráticas são anuladas e corrupção vira direito

“Durante o governo Lula, CPIs acumularam evidências sobre a existência de uma quadrilha que se dedicava à corrupção de parlamentares com as finalidades de estabilizar uma maioria no Congresso e soldar uma coalizão política em torno do governo Lula.

Esta quadrilha associava operadores na direção do PT, com livre circulação na Casa Civil, publicitários com contratos governamentais, diretores de bancos públicos e privados e ministros com influência sobre contas de publicidade e fundos de pensão. É o que revela o sociólogo Demétrio Magnoli. Em texto sobre o governo Lula, autor explica que, ao ignorar o impeachment, oposição anula vitórias democráticas.

Magnoli explica que o senador tucano Arthur Virgílio classificou a cassação de José Dirceu como “a cassação moral do governo Lula”, completando com “não adianta o presidente dizer que não tem nada com a história”. Para o autor, a dependência da ação coordenada de altas figuras do governo e a falta de providências ao ser informado por Roberto Jefferson da corrupção de parlamentares são exemplos da participação passiva de Lula no sistema corrupto.

O sociólogo acrescenta que é fácil provar a participação ativa do petista na proteção da quadrilha e na obstrução das investigações.

O presidente tentou impedir a instalação da CPI dos Correios, patrocinou a versão fantasiosa do caixa dois de campanha adotada pelos operadores, qualificou as investigações parlamentares como um ‘complô das elites’ e não solicitou por atos de ofício um processo do Banco Central contra o banco que forjou empréstimos destinados a esquentar o dinheiro da corrupção”.

Na legislação, todos esses atos são descritos como crimes de responsabilidade. Porém, a oposição não formulou a acusação e se recusou a solicitar o impeachment. A abdicação da responsabilidade, opina o autor, foi pelo “medo de confrontar um presidente que conserva apoio de organizações de massa caudatárias do governo e da população menos informada, dependente dos programas sociais”.

O que fica de lição é que, ao ignorar o dever republicano de impeachment, a oposição estabelece um precedente histórico, anulando a vitória democrática representada pelo impeachment de Collor. “De agora em diante, os presidentes adquirem o direito tácito de corromper”, finaliza.”

COMENTÁRIO

Nas eleições de 2006, no primeiro turno, o Mensaleiro da Silva teve 48% dos votos e GERALDO ALKMIN (com maiúsculas, mesmo, é um homem) teve 41% dos votos.


No segundo turno o Mensaleiro da Silva teve 70% dos votos. Este é o Brasil VERDADEIRO.

NasRuas o Admirável Gado Novo bate guampas mugindo palavras de desordem política num desfile queremista de direitos que negou nas urnas, na esperança de ter uma bolsa – paga por outro -, lucro fácil – veja as operações da PF para conhecer seus “representantes” -, e “proteção” do “Estado” para não precisar competir em um MERCADO verdadeiro.

Você acha, mesmo, que com a cassação – NÃO EXISTE IMPEACHMENT na legislação brasiliana – do mandato da presidente alguma coisa vai mudar?

O que foi que vocẼ fez, nos últimos 16 anos, para mudar?

Veja os partidos políticos que estão agarrados nas tuas tetas, eles mamam de ti e do teu povo por TEU VOTO e TUA ORDEM.

Não basta ser “politicamente correto” e fazer de conta que “fez a coisa certa” ao ir para a rua PEDIR por algo que você não fez durante mais de 16 anos.

Precisamos de um PARTIDO LIBERAL BRASILIANO que seja opção ao que está aí, mas pedindo NasRuas você não vai fazer nada.

Você tem de olhar para o lado e dizer para quem estiver lá: vamos fazer um PARTIDO LIBERAL BRASILIANO e vamos CONCORRER para mudar isto tudo?

Você não pensa, realmente, que se você pedir – e olhe para quem você pede, seus escolhidos em 2006 -, você vai ganhar, pensa?

Anúncios
No comments yet

Deixe uma resposta. Participe do debate em http://www.subsistencia.org/mailman/listinfo/plbr_subsistencia.org/.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

The Savvy Sister

Simple changes for healthy living

Tech World

Yet another tech blog

Ceticismo Político

Análise política para adultos

Falando em Justiça Fiscal...

Espaço de discussão e promoção da Justiça Fiscal no Brasil

Eight to Late

Sensemaking and Analytics for Organizations

C.c

COISAeCOUSA

Moved by Freedom - Powered by Standards

A weblog by Charles-H. Schulz.

Hildegard Angel

Pode não ser a melhor opinião, pode não ser a sua opinião, mas esta é uma coluna com opinião!

Existential Type

Thoughts from an existential type.

Vijay's Tech Encounters

My Encounters with Hardware and Software

Life of a Geek Admin

The Adventures of a True Geek Administrator

The PBX Blog

Collaboration, evolved.

Logiscon

Consultoria Logística, Treinamento e Cursos

Instituto Liberal

Problemas Sociais - Soluções Liberais

Agência Liberal de Notícias Brasil

Porque notícias também devem ter ideias

CONFEI - Conselho Federal de Informática

Movimento #CONFEI Todos a favor da Criação do Conselho Federal de Informática do Brasil

%d blogueiros gostam disto: