Skip to content

Quê Brasil queremos?

12 de setembro de 2011
Quando você pergunta: Quê Brasil nós queremos?” você espera uma resposta.

Algo do tipo “eu quero um Brasil nacional-socialista“, ou “eu quero um Brasil comunista“, enfim, cada um vai dar uma resposta à pergunta, que responda à pergunta.


Espera-se que haja alguém com coragem para DIZER O BRASIL QUE QUER.

No entanto, o que se vê é um bando de gente dizendo “o Brasil que NÃO QUEREMOS“.

Praticamente tôdas as postagens são sôbre como está tudo errado e quase nada sôbre o que queremos por certo.

Em nosso Grupo de Federalistas eu venho dizer “O Brasil Que Eu Quero“, e não há quase ninguém que queira o mesmo Brasil que eu.

Ou eu estou errado, ou está errado o Brasil que eu quero ou ninguém quer nada com nada, apenas falar contra algo que, afinal, todos ajudaram a fazer, uns por omissão, outros por devoção – os católicos, marxistas, evangélicos são fundamentalistas crentes que querem um país crente – o Brasil de sua crença – e não vêem que um Estado não pode ter crença.

Não importa, realmente, qual a crença de cada um – é o livre-arbítrio que determina a crença de cada um – o que importa é se cada um pode construir um País onde TÔDAS AS CRENÇAS possam ser praticadas.

E aí, vamos e venhamos – vocês hão de concordar – um crente não pode construir um País para tôdas as crenças, justamente porque êle já vê UMA crença, e SÓ UMA.

Mas precisamos de TODOS e de SUAS CRENÇAS para construir um País onde TÔDAS AS CRENÇAS sejam livres.

Então porque a maioria fala como se fôsse o líder de todos os outros e a cada dia vemos mais do mesmo?

Porquê, quando alguém propõe algo, as pessoas tendem a dizer que o “algo” que ELAS quere propor – mas não propôem – “não é bem aquilo…”, ou deixar implítico?

Tem um grupo que propõe a OBRIGATORIEDADE de funcionários colocarem seus filhos em escolas públicas – e quem propôs esta besteira é um senador que se diz educador – tem outro que quer que os políticos sejam OBRIGADOS a terem seu SIGILO BANCÁRIO QUEBRADO.

E êstes grupos têm milhares de apoiadores!

Tenho a impressão que o FASCISMO – o SOCIALISMO já está em prática no Brasil desde mais de 30 anos – é a “bola da vez”: no SOCIALISMO o capital é subjugado e super-taxado para trabalhar SEM MERCADO sob o contrato formal permanente do ESTADO PROLETÁRIO.

Os socialistas são comunistas inteligentes.

O sistema financeiro é ESTATIZADO – o Banco Central determina as TAXAS DE JUROS – não a produção, o Banco Central determina a taxa de INFLAÇÃO – não o clima e o mercado, os transportes são determinados pelo Estado – que planeja o USO DO SOLO para PRODUZIR a especulação imobiliária que é EXECUTADA PELAS IMOBILIÁRIAS – empresas privadas – o ENSINO É ESTATIZADO – as escolas de todos os níveis DEVEM TER AUTORIZAÇÃO para funcionar e os PAIS SÃO PROIBIDOS DE ENSINAR SEUS FILHOS, sendo OBRIGADOS a colocarem suas crianças em escolas com a maioria dos professôres COMUNISTAS.

Os táxis são ESTATIZADOS.

Não existe praticamente NENHUMA INSTÂNCIA DA ECONOMIA E DA POLÍTICA QUE NÃO ESTEJA ESTATIZADA e TODO MUNDO quer mudar PORQUÊ O PAÍS É CORRUPTO.

O Capitalismo de Estado é dominante.
Mas se praticamente TUDO É ESTATAL e TODOS reclamam da CORRUPÇÃO DO ESTADO PORQUE QUEREM MAIS ESTADO?
 
Pergunto a CADA UM DE VOCÊS: vocês sabem quem é o OUTRO do OUTRO?

Existe, realmente, qualquer razão concebível que justifique tôda esta CHORAMBULÂNCIA POLÍTICA E ECONÔMICA?


Eu quero, eu quero, eu quero …
 
Quando é que alguém vai dizer “eu faço… eu faço … eu faço …”?
“O que é que estou fazendo nêste disco? …”
Êles dizem “Yes we can…” mas não dizem “Yes we shall do!” 

E nós, o que dizemos?
Anúncios
One Comment leave one →
  1. 13 de setembro de 2011 23:18

    Como sintetizar minha opinião em um texto tão complexo quanto o significado da nossa própria existência? O Sr. se refere ao Brasil, pelas questões de que tipo de país estamos criando,querendo ou fazendo e não consigo de forma alguma fugir ou separar da totalidade.. qual é este planeta que estamos criando, querendo ou fazendo, resolver o conflito humano é uma tarefa “divina”, a razão em conflito com a emoção! A humanidade simplesmente “patina” nas questões do coletivo, o cenário hoje é de um planeta transformado na selva em que somos os predadores de nós mesmos, talves pessimismo da minha parte, pode ser, em acreditar que nossa espécie se afunda nesta “lógica lunática”. Pensar, trabalhar, acreditar, deixar o “pau quebrar”, afinal onde está o horizonte? O ser humano será capaz de harmonizar, ou vamos seguir com a pancadaria pelo universso afora! A minha verdade é que sempre penso em ser apenas “plateia deste circo”, que as vezes me faz rir, gargalhar, retesar, chorar… me amotinar ou conformar? Sou guerreiro desta baltalha que é viver, más a arquibancada é mais cômodo do que o picadeiro. Então chego à conclusão que devo seguir a palvra e ser uma boa criatura que vive sob regras de conduta transcritas na Bíblia. Daí penso em Deus que rege minhas atitudes e afirmo que ELE realmente existe, isto eu afirmo, porque vive dentro da minha consciência. Seguindo e lutando, todos os dias para manter a minha sanidade “divina” e ajudar os meus próximos a conseguir a fazer o mesmo… O resto é loucura!!!

Deixe uma resposta. Participe do debate em http://www.subsistencia.org/mailman/listinfo/plbr_subsistencia.org/.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

The Savvy Sister

Simple changes for healthy living

Tech World

Yet another tech blog

Ceticismo Político

Análise política para adultos

Falando em Justiça Fiscal...

Espaço de discussão e promoção da Justiça Fiscal no Brasil

Eight to Late

Sensemaking and Analytics for Organizations

C.c

COISAeCOUSA

Moved by Freedom - Powered by Standards

A weblog by Charles-H. Schulz.

Hildegard Angel

Pode não ser a melhor opinião, pode não ser a sua opinião, mas esta é uma coluna com opinião!

Existential Type

Thoughts from an existential type.

Vijay's Tech Encounters

My Encounters with Hardware and Software

Life of a Geek Admin

The Adventures of a True Geek Administrator

The PBX Blog

Collaboration, evolved.

Logiscon

Consultoria Logística, Treinamento e Cursos

Instituto Liberal

Problemas Sociais - Soluções Liberais

Agência Liberal de Notícias Brasil

Porque notícias também devem ter ideias

CONFEI - Conselho Federal de Informática

Movimento #CONFEI Todos a favor da Criação do Conselho Federal de Informática do Brasil

%d blogueiros gostam disto: